O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de MT, através do Cofeci – Conselho Federal de Corretores de Imóveis, estabelecem regras para anúncios de imóveis e ações de marketing imobiliários e tem total autonomia para autuar, qualquer que seja, se forem descumpridas tais regras.

O Cofeci, órgão responsável por supervisionar a ética dos Corretores de imóveis, publicou em outubro de 2007 a resolução nº 1.065/2007, que regulamenta a propaganda para Corretores autônomos e imobiliárias.

No último dia 06 de maio, o CRECI/MT comunicou uma denúncia ao Corretor Vilmar da Silva, do município de Lucas do Rio Verde, onde uma pessoa estava divulgando publicações de vendas de fazendas, sítios e outros imóveis, fazendo uso de seu registro no CRECI/MT.

Vilmar confeccionou um boletim de ocorrências na tarde desta quarta-feira (06), comunicando a Polícia Judiciária Civil de Lucas do Rio Verde sobre o fato, para que sejam tomadas as providências cabíveis ao ocorrido. No boletim, Vilmar salienta que é corretor de imóveis e que foi acionado pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis de MT, informando-o que haviam várias publicações em sites de compra e venda, utilizando o seu número de registro no CRECI/MT, esclarecendo que reside em Lucas do Rio Verde e que as publicações, nas cidades de Peixoto de Azevedo e Guarantã do Norte, não foram feitas por ele, pois não possui negócios na região.

Claudio José Neis, que é diretor de fiscalização do CRECI/MT explicou que o Conselho não aceita e não compactua com episódios como este e que as atuações e as penalidades serão concluídas na forma que a Lei estabelece.

“Foi devido a uma denúncia que descobrimos o uso de um número de Creci, de um Corretor que estava devidamente credenciado pelo Conselho em MT, por uma pessoa no exercício ilegal da profissão, residente no norte do estado, que estava fazendo uso do Creci do Vilmar, para anunciar vendas de fazendas, sítios e diversos outros imóveis, no Facebook e, justamente, pelas denúncias que foram feitas à nós, constatamos a fraude, a ilegalidade, na verdade, um crime, entramos em contato com o Corretor que teve seu Creci usado por um ilegal, sendo confeccionado um boletim de ocorrência, inclusive, nós configuramos como testemunhas” explicou Claudio.

Claudio ainda salientou que as denúncias feitas ao CRECI/MT são importantíssimas para que os ilegais não permaneçam no mercado prejudicando todos que estão rigorosamente em dia com suas obrigações.

“Pedimos à todos os Corretores de Imóveis que, por ventura, se depararem com irregularidades, para que façam denúncias ao Conselho, só assim, poderemos, com os rigores da Lei, retirar esses que estão ilegais no mercado, vamos continuar com as fiscalizações, em todos os municípios de MT e vamos cobrar, esta é uma das funções do CRECI/MT” finalizou Claudio.

 

Por: Ascom CRECI/MT

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*



Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?