Fiscalização do Creci implanta sistema de rotas para combater a prática do exercício ilegal

Uma das principais funções do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI) é o combate ao exercício ilegal da profissão e a Diretoria da Fiscalização sob o comando do diretor, Claudio José Neis implantou um sistema de rotas que visa otimizar o trabalho da fiscalização do Creci no Estado.

O método que tem gerado melhor resposta da fiscalização à sociedade é composto por uma escala detalhada em regiões de trabalho. Esse método evita que locais fiscalizados em um dia seja revisitado em seguida.

O sistema compreende cinco rotas na grande Cuiabá, duas em Várzea Grande, e outras cinco no Estado; O trabalho que já culminou com ações em parcerias com a Delegacia do Consumidor (Decom) e Polícia Civil deve culminar em mais operações de fiscalizações nos próximos meses.

O diretor da fiscalização conta que o sistema de rotas é um anseio de anos da categoria.
“Esse trabalho diferenciado possui uma função essencial. Por meio dele, o trabalho da nossa fiscalização é otimizado. Em outras gestões era comum as visitas diárias por uma ou outra equipe, e essa falta de planejamento nas ações; é uma reclamação antiga da categoria e que deve acabar com o uso do sistema”, explica.

Para o presidente do Conselho, professor Benedito Odário, o CRECI/MT, tem atuado de forma incisiva na fiscalização, “para garantir principalmente mais segurança às negociações do setor imobiliário, promovendo a proteção e valorização dos profissionais que estão devidamente registrados no Conselho de Mato Grosso”.
O diretor secretário do CRECI/MT, Euclides Neto, pontua que a chegada do sistema de rotas nessa gestão trouxe o diferencial para esta segunda gestão do Creci e isso é a garantia de que o direito do corretor de imóveis e da imobiliária que trabalha de acordo com a lei está sendo assegurada.

Denúncias

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso, também faz um alerta, sobre os riscos que o consumidor corre ao comprar um imóvel, através de pessoas não habilitadas, podendo ter problemas com documentação e até mesmo prejuízos financeiros, por falta de capacitação profissional ou má fé. “O falso corretor não tem nenhuma responsabilidade jurídica, com relação ao negócio e com isso, o erro e problemas recairá sobre o comprador que não exigiu a credencial do CRECI, do corretor ou da imobiliária.

As denúncias de irregularidades podem ser feitas pelo email denuncias@crecimt.gov.br ou pelo whatsapp 65 9952-3216

 

Fonte: Antoniel Pontes – Comunicação Creci-MT

Jornalista DRT 2641 MT



Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?